sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Marketing é mais que a pura propaganda, mas precisa dela



Muita gente pensa que não, mas existe uma diferença quilométrica entre marketing e publicidade & propaganda. A princípio, ambos têm o objetivo de vender mais, porém a PP é uma ferramenta que o marketing utiliza para atingir o fim determinado. O processo do marketing é muito mais profundo e planejado, apesar de depender, na maioria dos casos da propaganda.
Muitas pessoas pensam que o marketing deve ser posto em prática dentro de uma organização para “desovar” estoques ou tirar a empresa da lama. Só que não. Na verdade, este é o setor responsável por descobrir o que as pessoas precisam e consequentemente o que deve ser oferecido ao mercado. Definido o produto, o setor começa a pensar no seu preço, para onde ele será distribuído e qual será a comunicação utilizada para anunciar a sua existência. E é exatamente na comunicação que a publicidade e a propaganda se encaixam.

Philip Kotler diz que o marketing tem a função de “identificar necessidades e desejos insatisfeitos, definir e medir sua magnitude e seu potencial de rentabilidade, especificar que mercados-alvo serão mais bem atendidos pela empresa, decidir sobre produtos, serviços e programas adequados para servir a esses mercados selecionados e convocar a todos na organização para pensar no cliente e atender ao cliente”. Na verdade, o marketing é o departamento onde se fabricam os clientes.
A propaganda e a publicidade são ferramentas extremamente importantes do marketing. Comunicação é isso. A PP tem como principal função informar que determinado produto ou marca está no mercado e que ele é o melhor da categoria, fazendo com que haja interesse na compra dele. A propaganda deve ter alguma ligação com os sonhos e desejos da população, e nesse caso, o uso da criatividade é uma grande vantagem.

Enquanto o planejamento de marketing analisa o mercado, descobrindo quais são os “quatro pês" (produto, preço, praça e promoção*) do processo, a propaganda pensa nos seus “cinco emes”: missão, mensagem, mídia, money (dinheiro ou orçamento) e mensuração.
O planejamento de marketing é uma série de estudos sobre o mercado e objetivos, que acontecem, resumidamente, na seguinte ordem:
1 – Análise do ambiente interno e externo: identifica quais são os pontos fortes e fracos da empresa e quais são as oportunidades ou as ameaças que o mercado lhe impõe.
2 – Definição dos objetivos do plano: determina quais são os objetivos que se quer alcançar com a elaboração do plano.
3 – Definição das ações que serão realizadas: aqui são estudadas as melhores maneiras para se atingir os objetivos.
4 – Orçamento: quanto é possível gastar para realizar as ações propostas?
5 – Controle: aqui é feito o controle das ações e identificada a mudança no desempenho das vendas.
Como já foi dito, a comunicação ou a propaganda em si entra no 3º item descrito acima: ações. O setor de marketing define qual será a missão da propaganda, por exemplo informar, persuadir ou lembrar. Depois define qual será a mensagem que a propaganda vai passar. Define qual será a mídia ou o canal de comunicação que a propaganda será veiculada. No item dinheiro, é definido o orçamento necessário para deixar a propaganda disponível ao mercado. A mensuração testa e aprova a eficácia da propaganda, através de indicadores como lembrança, reconhecimento e persuasão.

Ao final, conclui-se que sim, um depende do outro, ambos precisam da criatividade e da visão de mercado. Porém é preciso entender que o marketing demanda estudo de toda uma situação de mercado para se atingir um determinado objetivo, que geralmente é aumentar o lucro. A propaganda é uma das estratégias utilizadas para realizar ações necessárias para se atingir o alvo.

*Os 4 Ps do inglês (product, price, place, promotion)  foram traduzidos ao pé da letra para o português, porém “place” deveria ser “distribuição” e “promotion” deveria ter sido traduzido para “comunicação”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário